A necessidade de inovação nos sistemas logísticos da Mina ao Porto

Por Paulo Cardoso de Campos, Gerente de Projetos Portuários e Marítimos da APAC/África


À medida que os recursos naturais se tornam escassos, a necessidade de explorar locais remotos aumenta significativamente. Para superar os desafios de movimentar os recursos minerais de sua origem até o destino final, de forma sustentável e com custos otimizados, as mineradoras devem considerar soluções logísticas inovadoras. As soluções logísticas podem interferir significativamente no sucesso de um projeto, o desenvolvimento da engenharia deve sempre desafiar o "status quo" para identificar incertezas, gargalos e oportunidades nos estágios iniciais do desenvolvimento de um projeto.

A sede por inovação das mineradoras e operadores para alcançar soluções de custo/benefício otimizadas e sustentáveis, reside na criatividade e experiência da engenharia, em identificar tecnologias viáveis que podem ser utilizadas no projeto. Quando uma empresa de consultoria é selecionada para apresentar essas soluções é essencial analisar a capacidade dos engenheiros, em desenvolver proposições que atendam as necessidades do projeto, bem como as questões relacionadas ao meio ambiente e comunidade, para que possam ser identificadas de forma efetiva as alternativas para o sistema logístico.

Os projetos demandam soluções inovadoras, confiáveis e no momento oportuno. Sendo assim, as preocupações com a comunidade e o meio ambiente devem ser levadas em consideração desde o início. Quando esses aspectos não são considerados no momento certo, eles podem criar uma percepção errônea da solução logística, com potencial de inviabilizar o projeto.

Uma abordagem proativa é a melhor forma de consolidar o apoio dos principais stakeholders. A Adoção de práticas sustentáveis e uma análise detalhada de cada uma das definições do projeto, ainda nos estágios iniciais da fase de engenharia, permite a construção de um modelo que demonstra claramente os impactos sociais e ambientais, criando a oportunidade de propor novas tecnologias e soluções que podem ter passado desapercebidas pelos stakeholders. Essa abordagem tem se confirmado como essencial para o sucesso de um projeto.

Sabemos que independente da forma como o projeto é desenvolvido, as questões logísticas normalmente impactam de forma mais representativa as comunidades e o meio ambiente, particularmente quando está localizado em áreas remotas e/ou onde não existe qualquer infraestrutura estabelecida. Uma abordagem de desenvolvimento da engenharia no estilo “Listen-Think” evita que os engenheiros decidam por uma solução, sem antes analisar todos os aspectos que envolvem o projeto. Os engenheiros devem pensar “fora da caixa” evitando selecionar de imediato as alternativas "preferidas". Uma solução de sucesso comprovada, pode não ter o mesmo resultado no projeto. A velocidade do desenvolvimento do projeto, baseia-se na utilização de soluções inovadoras.

A utilização de intuição e experiência pregressa não garante a precisão e a obtenção dos melhores resultados, especialmente quando estamos falando de modelos complexos. O uso de simulação, nos estágios iniciais no desenvolvimento do projeto, permite a avaliação detalhada dos modais de transporte, em um curto espaço de tempo, exaurindo todas as alternativas e riscos. Além disso, confirma a solução logística mais adequada ao projeto.

Em resumo, eu acredito que uma visão holística é a melhor forma de avaliar a melhor proposição do sistema logístico para um empreendimento do setor de recursos minerais. Essa abordagem permitirá o entendimento dos diferentes cenários e a perfeita interação entre as equipes de engenharia, o que vai nos direcionar para uma solução otimizada que atende a todos os requisitos do cliente, da comunidade e de meio ambiente.

For more information, please contact Paulo Cardoso Campos (paulo.cardoso@ausenco.com), or Joel Shirriff, Vice President and Global Practice Lead, Terminals and Transportation (joel.shirriff@ausenco.com)